Deputada Carol Dartora Afirma Que Bolsonaro 'promoveu Intencionalmente A Morte De Mais De 600 Mil Brasileiros' Deputada Carol Dartora Afirma Que Bolsonaro 'promoveu Intencionalmente A Morte De Mais De 600 Mil Brasileiros'

Vídeo: Deputada do PT afirma que professores devem ensinar que Bolsonaro é genocida

Carol Dartora também defendeu professor que acusou o ex-presidente de ‘nazista e ladrão’

Na quarta-feira, 27, a deputada federal Carol Dartora (PT-PR) argumentou no plenário da Câmara que os professores deveriam instruir seus alunos de que o ex-presidente da República Jair é um “genocida”. Sua declaração foi recebida com vaias por outros parlamentares.

Durante seu pronunciamento, Carol expressava críticas ao pedido de moção de repúdio do deputado Gustavo Gayer (PL-GO) contra Jadir Ribeiro Anchieta, que é professor de história na Estadual de Básica São Tarcísio, localizada em São Bonifácio (SC).

Em uma aula, o professor fez acusações ao ex-líder do Executivo, chamando-o de “nazista e ladrão”. Para Gayer, isso demonstrou “um claro viés ideológico, que não condiz com a neutralidade exigida pela profissão”.

Diante do requerimento de moção de repúdio, a parlamentar defendeu a ideia de que “a liberdade de cátedra (que garante livre manifestação do pensamento e a liberdade de consciência) é prevista na Lei de Diretrizes e Bases e fundamenta a educação”.

“Isso deveria proteger os professores em sala de aula para que possam exercer sua tarefa e seu dever, como, por exemplo, de promover conteúdos históricos”, argumentou.

‘Promoveu a morte intencional’

A seguir, a política de esquerda declarou que “é muito importante que o professor não precise ter medo de dizer em sala de aula que o ex-presidente deste país foi um genocida, porque promoveu intencionalmente a morte de mais de 600 mil brasileiros”.

Assista ao trecho do discurso da deputada na íntegra:

Para Carol, propagar essa informação ajuda a “criar senso ético nos alunos”. “São importantes esses valores que a gente deseja sejam colocados em sala de aula; e o professor deve estar protegido para promover os conteúdos históricos”. As informações são da Revista Oeste.


Veja também

  1. Carol,que invés de doutora,preferiu ser Dartora,ignara,abelhuda,sem o mínimo básico de conhecimento da Educação do seu País e diz asneiras,com propriedade. Cala boca “Magda”!!!

  2. Muitos se suicidam por si só. Fim de carreira política. Deve estar ciente que, quem está contra Bolsonaro, está contra 90% da população Brasileira. Assim chega ao fim…

  3. Professor tem que ensinar a matéria que ele foi contratado para ensinar e não querer enfiar goela abaixo dos alunos doutrinação política.
    Professor que doutrina alunos em sala de aula tem que ser demitido.

  4. Isso não merece um processo no conselho de ética? Porquê não defende que o aluno tem direito de contestar um professor doutrinário?

  5. Na minha época de escola, os professores nos ensinava com amor e respeito; hoje alguns professores não amam sua profissão e prejudicam a educação escolar. Coitadas das nossas crianças

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *