Ministro Aposentado Marco Aurélio, Do Supremo Tribunal Federal Ministro Aposentado Marco Aurélio, Do Supremo Tribunal Federal

Vídeo: Marco Aurélio critica ‘extravagância’ em cerco do STF a Bolsonaro

Supremo deve liderar com temperança e equilíbrio em tempos de crise”, afirma ministro aposentado

O ex-ministro do Tribunal Federal (STF), Marco Aurélio Mello, caracterizou a Operação Tempus Veritatis, lançada nesta quinta-feira (8) contra o ex-presidente Jair (PL), generais e ex-assessores, por investigar uma suposta tentativa de golpe de Estado no Brasil em 2022, como uma extravagância. Durante uma entrevista à Radio Bandeirantes, o antigo integrante da liderança judiciária solicitou que o Supremo sirva de exemplo, mantendo seu papel constitucional, sem ir aos extremos e sem “atropelar meios em nome de um fim”.

Marco Aurélio afirmou que não compreende o motivo da ação da Polícia Federal, finalizou dizendo que o Brasil passa por um período incomum e expressou críticas à emissão de medidas restritivas, como os 33 mandados de busca e apreensão e os quatro de prisões preventivas, similares aos estabelecidos pelo ministro Alexandre de Moraes, dirigidos ao ex-presidente, generais e apoiadores de Bolsonaro.

Na entrevista em que defendeu que não é prerrogativa constitucional do STF conduzir inquérito criminal nem julgar ações relativas a crimes que deveriam tramitar na primeira instância, ele expressou sua perplexidade. “Sempre entendi que, no Direito, o meio justifica o fim. Você não pode potencializar o fim, e ir atropelando o meio. E o meio precisa ser observado. E observado principalmente pelo Supremo. Porque o exemplo vem de cima”.

O ex-ministro também mencionou que, em tempos de crise, é necessário manter a calma e o equilíbrio. Ele argumentou que é o momento de desacelerar, enfatizando que ações como as tomadas hoje por Moraes requerem evidências concretas relacionadas às atividades criminosas dos indivíduos visados.

“O país não estará melhor mediante esses extremos. É extremo de um lado quanto a multas aplicadas na Lava Jato; e extremo também de outro lado quanto a atos de constrição. Mas vamos aguardar, nestes tempos estranhos, o que ocorrerá. O que nós tivemos foi uma extravagância. Eu não posso presumir o excepcional, que tudo estaria voltado a um golpe de Estado. Não há espaço no Brasil mais para golpe em si. Nós vivemos em uma democracia, que vai passo a passo sendo robustecida”, disse Marco Aurélio, na entrevista.

Marco Aurélio

Assista:


Veja também

  1. Este senhor,teve toda a oportunidade,junto de seus pares,mudar essa intransigência de todo Judiciário e não o fez. Hoje,sua voz não tem eco,criticando ou calado fica tudo como dantes,com uma ressalva,VAI PIORAR 100%.

  2. Só existe uma forma de parar o Morais, tratando seu trauma, ele precisa de uma linda peruca, também de tanto exposta ao sol, tempo ele não vem batendo bem da cuca. Brasil, verdadeira casa da mãe Chica, ou de Pu… governada por sacan…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *