Siga-nos em

Buscas no site

União Europeia Inclui Aborto Na Lista De Direitos Humanos
União Europeia Inclui Aborto Na Lista De Direitos Humanos
União Europeia Inclui Aborto Na Lista De Direitos Humanos

MUNDO

Absurdo: União Europeia inclui aborto na lista de “direitos humanos”

Proposta foi escrita por deputado socialista

Proposta foi escrita por deputado socialista

O Parlamento Europeu incluiu nesta quinta-feira (24) o aborto na lista de direitos humanos e aumentou a pressão sobre os países da União Europeia (UE) no sentido de legalizarem a prática. A medida ainda prevê que a negativa de médicos em realizar aborto deve ser considerada “negação de cuidados médicos”.

A resolução foi aprovada com 378 votos a favor, 255 contrários e 42 abstenções, mas não tem poder para se sobrepor à legislação dos países que compõem a UE. Isso significa que cada país do grupo tem autonomia para criar suas próprias leis a respeito do tema. A votação, no entanto, é um marco simbólico no bloco político.

– Essa votação marca a primeira resistência real a uma pauta regressiva que há anos atropela os direitos das mulheres na Europa. A maioria dos eurodeputados deixou clara a sua posição – afirmou o autor do texto, o deputado croata Predrag Fred Matić, do Partido Socialista.

Entre os que votaram contra a decisão, estão a espanhola Margarita de la Pisa Carrión e a polonesa Jadwiga Wiśniewska, que chegaram a dizer que o texto incentiva as mulheres “a virar as costas para a fertilidade e a maternidade”. A Polônia está entre os países da UE com legislação mais rígida quanto ao aborto.

Propaganda. Role para continuar lendo.

Uma carta foi assinada, também na quinta, por 17 países da UE, para “lutar contra a discriminação da comunidade LGBTI”. A União vive momentos de tenção contra uma lei húngara considerada “anti-LGBT”. O premiê holandês, Mark Rutte, chegou a declarar que a Hungria deveria revogar a lei ou deixar a União Europeia.


Absurdo: A Alemanha proíbe matar embriões de pintinhos porque eles sentem dor, mas ainda permite o aborto de humanos

Juiz argentino suspende lei de aborto em todo o país

Manifestantes contra o aborto realizam protestos na Croácia

Argentina atualiza normas para facilitar e impulsionar aborto


Comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

BRASIL

Declaração foi feita em conversa com rapper Mano Brown

MUNDO

Ministros consideraram a penalização inconstitucional

BRASIL

Sâmia Bomfim pediu informações a respeito das medidas tomadas pela administração do hospital frente ao caso

Artigos

Enquanto 51% achavam que usar canudos de plástico é sempre ou geralmente moralmente errado, apenas 20% achavam o mesmo para "morrer assistido por médico"...

Anúncios