Siga-nos em

Buscas no site

Governo De Uganda Proíbe Twitter No País Após Censura E Interferência Eleitoral
Governo De Uganda Proíbe Twitter No País Após Censura E Interferência Eleitoral
Governo De Uganda Proíbe Twitter No País Após Censura E Interferência Eleitoral

MUNDO

Governo de Uganda proíbe Twitter no país após censura e interferência eleitoral

O presidente Museveni é conhecido como um cristão devoto e tem sido alvo de animosidade de governos ocidentais e corporações globais por sua ferrenha oposição ao homossexualismo.

O presidente Museveni é conhecido como um cristão devoto e tem sido alvo de animosidade de governos ocidentais e corporações globais por sua ferrenha oposição ao homossexualismo.

O governo de Uganda desativou o Twitter dentro de suas fronteiras por interferência eleitoral, dias depois que o oligarca Jack Dorsey tomou a iniciativa de suspender contas de apoio ao presidente Yoweri Museveni.

O presidente Museveni é conhecido como um cristão devoto e tem sido alvo de animosidade de governos ocidentais e corporações globais por sua ferrenha oposição ao homossexualismo. A eleição de Uganda está marcada para quinta-feira, e o estado suspendeu os serviços do Facebook e Twitter por preconceito sistêmico contra seu Movimento de Resistência Nacional.

“Essa rede social de que você está falando, se quer funcionar em Uganda, deve ser usada de forma equitativa por todos que a desejam ” , disse Museveni sobre o Twitter e o Facebook. “ Se você quiser tomar partido contra o Movimento de Resistência Nacional, esse grupo não vai operar em Uganda. ”

A plataforma Big Tech começou a reclamar depois de enfrentar as consequências da censura, convenientemente descartando a realidade de que eles estavam envolvidos em uma ampla campanha para censurar figuras associadas ao presidente Museveni, poucos dias antes de uma eleição nacional.

A agência de supervisão de comunicações do país ordenou que os provedores de serviços de Internet bloqueiem o serviço para as plataformas de mídia social ocidentais como forma de minar suas capacidades.

“A Comissão de Comunicações de Uganda orienta suspender imediatamente qualquer acesso e uso, direto ou não, de todas as plataformas de mídia social e aplicativos de mensagens online em sua rede até novo aviso ” , dizia uma carta do estado aos ISPs.

O governo de Uganda está liderando o mundo na oposição ao domínio das corporações ocidentais e garantindo a integridade da democracia em Uganda.

Propaganda. Role para continuar lendo.
Veja o que disse o comunicado do Twtter:

PayPal bloqueia site de crowdfunding cristão GiveSendGo

Conta do Twitter verificada lamenta morte de Elias Maluco

Twitter censura ativista conservador por ‘atacar’ pedófilos

Cartoon Network lança anúncio que ensina crianças a ser ‘antirracistas’


Comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode gostar

MUNDO

Os ativistas pró-aborto esperam que o governo Biden seja uma oportunidade de ganhar terreno perdido durante o governo Trump.

Artigos

Enquanto 51% achavam que usar canudos de plástico é sempre ou geralmente moralmente errado, apenas 20% achavam o mesmo para "morrer assistido por médico"...

MUNDO

Joe Biden promete pressionar agressivamente as leis pró-transgêneros para escolas, esportes e banheiros "em seu primeiro dia no cargo".

MUNDO

“Temos que diminuir a capacidade desses influenciadores conservadores de atingir esse grande público”, declarou Stamos.

Anúncios