Siga-nos em

Buscas no site

No Ceará, Servidores Que Não Quiserem Se Vacinar Terão Punições
No Ceará, Servidores Que Não Quiserem Se Vacinar Terão Punições
No Ceará, Servidores Que Não Quiserem Se Vacinar Terão Punições

BRASIL

OMS é contra à medida: No Ceará, servidores que não quiserem se vacinar terão punições

OMS é contrária à vacinação obrigatória contra a Covid-19

OMS é contrária à vacinação obrigatória contra a Covid-19

O anúncio foi feito pelo governador Camilo Santana: “O momento é de deixar as questões ideológicas de lado e ouvir exclusivamente a ciência”

O governador do Ceará, Camilo Santana (PT), anunciou pelas redes sociais que assinou um projeto de lei que prevê punição de servidores públicos que se recusarem a receber a vacina contra a Covid-19.

“Assinei há pouco Projeto de Lei que prevê a aplicação de sanções administrativas para os servidores e empregados públicos estaduais que se recusarem a tomar a vacina contra a Covid. As medidas poderão ir desde a advertência, suspensão ou até exoneração do serviço público”, tuitou Santana.

“O momento é de deixar as questões ideológicas de lado e ouvir exclusivamente a ciência. Só com a vacinação em massa conseguiremos superar de vez essa pandemia”, completou o governador cearense.

Em uma transmissão pelas redes sociais, Santana destacou que “tem pessoas que resistem a se vacinar, seja por ideologia política ou outro motivo, um absurdo. A única forma que temos de se proteger dessa pandemia, que tem tirado milhares de vidas no Ceará, é a vacina”.

Propaganda. Role para continuar lendo.

OMS é contrária à vacinação obrigatória contra a Covid-19

A Organização Mundial da Saúde (OMS) não aprova a obrigatoriedade da vacinação contra a Covid-19 em qualquer país, embora defenda a importância da imunização, afirmou uma porta-voz da agência, em resposta ao fato de vários países estarem considerando impor essa norma.

“Em geral, a OMS se opõe a qualquer vacinação obrigatória”, resumiu a porta-voz da entidade, Fadela Chaib, em entrevista coletiva. No entanto, “é necessário explicar à população em geral como funcionam as vacinas e como são importantes”, disse Fadela, esclarecendo que estas vacinas são apenas “uma das várias ferramentas que temos nas mãos” para combater a pandemia da Covid-19.


Bolsonaro: “Querem decidir as coisas no tapetão no Brasil”

USP vai exigir duas doses da vacina para alunos frequentarem aulas

Estudo: A eficácia de algumas vacinas contra COVID-19 caiu significativamente

Juízes dos EUA mandam réus optarem entre vacina ou cadeia


Comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

BRASIL

"Falei do avanço da vacinação e o controle da pandemia no Brasil", contou o ministro da Saúde

MUNDO

Nos bastidores, a Fifa tenta um acordo para não correr o risco de nenhum atleta acabar fora do torneio

MUNDO

Será exigida imunização completa, além de teste negativo para Covid

Notícias

Deputado José Guimarães admite a possibilidade "desde que seja combinado o jogo"

Anúncios