Siga-nos em

Buscas no site

Ministro Ricardo Lewandowski, Do STF
Ministro Ricardo Lewandowski, Do STF
Ministro Ricardo Lewandowski, do STF Foto: SCO/STF/Carlos Humberto

BRASIL

STF nega obrigar Alcolumbre a marcar sabatina de Mendonça

Ministro Ricardo Lewandowski rejeitou um pedido feito pelos senadores Alessandro Vieira e Jorge Kajuru

Ministro Ricardo Lewandowski rejeitou um pedido feito pelos senadores Alessandro Vieira e Jorge Kajuru

Nesta segunda-feira (11), o ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal (STF), negou um pedido para ‘obrigar’ o presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado, David Alcolumbre (DEM-AP), a definir uma data para a sabatina de André Mendonça à Corte. Para ele, o tema é um assunto interno do Senado.

A solicitação havia sido feita pelos senadores Alessandro Vieira (Cidadania-SE) e Jorge Kajuru (Podemos-GO).

Ex-advogado-geral da União, Mendonça foi indicado em 12 julho pelo presidente Jair Bolsonaro para ocupar a vaga deixada pelo ministro Marco Aurélio de Mello no STF. Mas, desde então, seu nome não passou pelo primeiro passo para ingressar na Corte, já que Alcolumbre ainda não definiu a data do procedimento.

Propaganda. Role para continuar lendo.

Diante da demora, os senadores Alessandro Vieira e Kajuru acionaram o STF, cobrando uma definição para o caso. Para os parlamentares, “não existe motivo republicano” para a demora de Alcolumbre em marcar a sabatina, e o atraso configura “flagrante e indevida interferência no sadio equilíbrio entre os Poderes, na medida em que inviabiliza a concreta produção de efeitos que deve emanar do livre exercício de atribuição típica do presidente da República”.

Ao rejeitar o pedido, no entanto, Lewandowski apontou que a “jurisprudência desta Suprema Corte, em observância ao princípio constitucional da separação dos poderes, é firme no sentido de que as decisões do Congresso Nacional levadas a efeito com fundamento em normas regimentais possuem natureza interna corporis, sendo, portanto, infensas à revisão judicial”.


Deputado denuncia articulação para barrar Mendonça no STF

Malafaia revela três ministros ‘contrários’ a Mendonça no STF

Bolsonaro denuncia chantagem para abrir mão de Mendonça

Malafaia manda recado a Alcolumbre sobre Mendonça: “Não adianta joguinho sujo”


Propaganda. Role para continuar lendo.
2 Comentários

2 Comentários

  1. Marcus Vinicius de Lima Seixas

    12/10/2021 em 10:41 am

    Engraçado está decisão, mas o STF não teve a mesma interpretação qdo obrigou o Senado a instalar a CPI.

  2. Krikor Kaysserlian

    12/10/2021 em 10:20 am

    Se o stf não tem Poder para obrigar que o alcolumbre defina data para marcar a sabatina do indicado para o stf, como explicar, então, onde encontraram Poder para determinar ao Senado que abrisse a cpi da vergonha contra Bolsonaro? São uns hipócritas.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

BRASIL

Presidente disse a evangélicos da Assembleia de Deus esperar que seu indicado, André Mendonça, chegue ao STF e defenda pautas conservadoras

BRASIL

Ministros consideraram medida em vigor no Mato Grosso do Sul inconstitucional

BRASIL

Ações que foram propostas pela PGR em 2013 podem chegar ao Plenário do Supremo em breve

BRASIL

Ex-deputado afirmou que a advogada Viviane de Moraes "é a única maneira de virar o jogo naquela caverna"

Anúncios