Siga-nos em

Buscas no site

Deputados Bolsonaristas Veem Risco De 'promoção Do Aborto' Em Acordo Com Chile
Deputados Bolsonaristas Veem Risco De 'promoção Do Aborto' Em Acordo Com Chile
Deputados Bolsonaristas Veem Risco De 'promoção Do Aborto' Em Acordo Com Chile

BRASIL

Deputados veem risco de ‘promoção do aborto’ em acordo com Chile

Deputados bolsonaristas estão receosos com a ratificação de um acordo de livre- comércio assinado por Brasil e Chile em 2018, que está na pauta da Câmara nesta quinta-feira, 18.

Deputados bolsonaristas estão receosos com a ratificação de um acordo de livre- comércio assinado por Brasil e Chile em 2018, que está na pauta da Câmara nesta quinta-feira, 18.

O líder do PSL, Major Vitor Hugo, apresentou uma emenda ao texto para assegurar que a adesão do país ao tratado não incorpore questões como “ideologia de gênero” ou “novas hipóteses de interrupção da gravidez”.

O Brasil é o principal parceiro comercial do Chile na região e o terceiro em nível mundial, depois da China e dos Estados Unidos. “O Brasil não é apenas nosso principal parceiro comercial na região (…) é também o principal destino dos investimentos chilenos”, disse Piñera em 2017, durante a celebração do acordo.


Sim, a Johnson & Johnson usou linhagens de células fetais abortadas na criação da vacina COVID-19

O Templo Satânico processa o Texas por regulamentos que ‘interferem’ no ‘ritual de destruição’ do aborto

34 Mulheres Nos EUA Sofreram Abortos Espontâneos E Natimortos Após Tomarem As Vacinas contra COVID-19, segundo dados preliminares do VAERS

Templo Satânico Sorteia Aborto Gratuito para Promover a Matança de Bebês como Rituais Religiosos


Comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

BRASIL

Cerimônia de entrega ocorreu menos de 10 dias depois da invasão e depredação da Aprosoja

BRASIL

Anderson Campos se referiu à apresentadora como "assediadora de menores"

BRASIL

Médico afirmou que "a dependência de drogas é um problema médico, não de polícia"

BRASIL

Monique Emer respondia à sindicância por ameaçar a vice-prefeita eleita em Caxias do Sul nas eleições de 2020

Anúncios